terça-feira, 21 de outubro de 2014

Rui Veloso - Porto Covo

9 comentários:

  1. Belíssima canção, minha querida amiga, tudo embalado por um belíssimo rito Blues, muito bem interpretada por Rui Veloso, ele tem uma ótima voz. As imagens são lindas, um belíssimo lugar, as águas são de um azul maravilhoso.
    Valeu minha querida amiga, adorei este lindo momento!!!
    Beijinhos com carinho!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, esta canção é belíssima e o Rui tem aquele jeito especial de fazer umas pausas estratégicas kkk
      Quando ele diz "A LUA" e trava ahahhaha
      Depois a letra tem aquele mistério do "Vizir de Almedina que dizem, por amor se matou novo, aqui, no lugar de Porto Covo" O nosso país está cheio dessas lendas dos vizires e das lindas mouras encantadas, por se terem apaixonado pelos cavaleiros cristãos kkkk Isto vem do tempo da ocupação árabe que já vai há tantos séculos... mas persistem essas lendas, muitas delas baseadas em realidades.
      Esta canção já não é recente mas fez e continua a fazer imenso sucesso. As fotos são do litoral alentejano, da Ilha do Pessegueiro e de Porto Covo, mas sinceramente, estão muito fracas, não mostram a beleza do local
      Bjinhos no coração

      Eliminar
    2. Verdade, minha querida amiga, a canção é linda e ele tem um jeito todo especial de cantar, fica muito bom.
      Adorei as explicações sobre a letra, muitas coisas a gente não entende, justamente por não conhecer os lugares e as lendas.
      Realmente, as imagens não estão muito boas, mas o lugar é maravilhoso.
      Valeu minha querida amiga!!!
      Beijinhos no coração!!!

      Eliminar
    3. Pois é, cada país tem suas lendas, suas histórias e tradições, também não entendo imensas coisas que vocês falam precisamente por isso. Mas estas lendas das mouras encantadas aqui são tantas... praticamente não há terra, castelo e lugarejo que não tenha uma. Essas mouras das lendas são sempre lindíssimas e com um fim trágico e ficam por aí encantadas, sabe-se que estão lá onda a lenda as situa mas ninguém as vê. Algum que consiga acaba morrendo também. Por vezes ouvem-se cantar ou gemer junto com o ruído do vento ou das ondas.Os homens que as vêem ficam tão encantados que morrem felizes sem poder contar kkkk Já passaram tantos séculos e as lendas continuam vivas. Afinal, o nosso 1º rei e outros que se lhe seguiram, foram dos que contribuiram para expulsar os muçulmanos da Europa., isto no séc XII e XIII. Foram as lutas da Reconquista Cristã. A Península Ibérica foi o último reduto dos chamados "infiéis". O Conde D. Henrique, pai de D. Afonso Henriques, nosso 1º rei, vei de França para ajudar nessas lutas. Distinguiu-se muito e recebeu de D. Afonso VI de Aragão e Castela, como recompensa, o Condado Portucalense donde viria a nascer Portugal e a mão de sua filha D. Teresa, que por acaso era filha duma moura e dizem que lindíssima ahahhah
      Vou parar que eu a falar de história fico louca.
      Bjinhos no coração

      Eliminar
    4. Verdade, minha querida amiga, cada país tem suas lendas, suas hostórias e tradições, e muitas vezes são contadas em canções e poesias, para entender é preciso conhecer a lenda. Gostei de conhecer esta lenda das mouras encantadas, mas não não quero ver nada... rsrsrsrsrs... melhor só conhecer a lenda, prefiro viver, nem que for meio triste... kkkkkkkkkkkk...
      Valeu minha querida amiga, adorei conhecer esta lenda e uma parte da história dos primordios de Portugal.
      Beijinhos no coração!!!

      Eliminar
    5. Bom... isto que eu falei sobre o que se pasou no séc XI e XII não é lenda, é realidade. O caso do Vizir de Almedina é lenda. E tem milhares de outras lendas, muitas nascidas de realidades.
      Dou um exemplo: Existe um lugar chamado Podouro. A lenda diz que ali existe uma lindíssima moura encantada que passa as noites a dobar fios de ouro em meadas e novelos, mas mal desponta o 1º raio de sol a moura desaparece e o ouro desfaz-se em pó - Pó d'ouro - Podouro. E realmente quando o sol nasce naquele lugar, que fica na encosta dum monte, a luz do sol antes de ele aparecer forma uma neblina dourada que parece ouro em pó que alguém soprasse para o ar. Já observei isso, é uma luz especial.
      É assim, parte lenda, parte realidade. A realidade deu origem à lenda, penso eu e a imaginação poética dos portugueses fez o resto
      Bjinhos no coração

      Eliminar
    6. Certo, minha querida amiga, entendi a parte real da história. Mas muitas vezes é assim mesmo, a realidade se transforma em lenda e faca tudo meio imaginação e meio verdade, neste caso da lenda existe a meia verdade. Algumas lendas são tão fortes que muitos acreditam piamente, aqui temos várias.
      É assim, meia verdade... e a imaginação dos poetas faz o resto.
      Valeu minha querida amiga!!!
      Beijinhos no coração!!!

      Eliminar
    7. Sim, já li várias lendas daí, algumas tão estranhas, bem complicadas, metendo cobras, jacarés e coisas assim que nem sei o nome nem vi esses animais, mas são sempre muito cativantes pelo mistério e suspense que criam. Dessas assim aqui não temos. As nossas são com pessoas, e muitas metem o diabo, feiticeiras e gatos pretos, lobos, lobisomens e peeiras de lobos. Afinal é muito pessoal kkkk
      Devem faltar mais rsss
      Mas há muitas lendas que se baseiam em realidades que depois vão sendo transmitidas oralmente ao longo de séculos, avolumadas, exageradas, modificadas e acabam por quase nada ter do inicial. Principalmente quando têm a ver com heróis e os seus feitos e até com os santos.
      Bjinhos no coração

      Eliminar
    8. Ahahahahahaha...
      Sim, minha querida amiga, temos uma infinidade delas, principalmente nos estados do norte do país, temos a cobra boca de sapo, o boto cor-de-rosa, o saci perere... e tantas outras, algumas bem estranhas e outras bem cartivantes... mas também temos com pessoas, muitas delas bem assustadoras... ahahahahaha...
      Valeu minha querida amiga!!!
      Beijinhos no coração!!!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...